A arte de escrever

Palavras que saltam da alma…
São aquelas que brotam do coração!
A mente apenas as reconhece…
Quando rascunhadas pela mão.

Um verso é uma surpresa!
E quando nasce… é uma alegria!
Emerge das profundezas…
Da nossa imensa sabedoria.

Escrever é um milagre…
Ter um pensamento materializado.
Eis que “vê-mo-nos” nas palavras…
É um espelho do nosso estado.

Esse retrato poético
Do nosso ser mais profundo
É uma biografia inevitável
Já espalhada pelo mundo.

É uma foto de um momento singelo
Lê-se com atenção…
Algo mexe lá no fundo…
Quando a alma encontra a emoção!

Palavras- sementes…
Plantam idéias.
Palavras ao vento…
Espalham imaginação.

Algo nasce em mim…
Deve ser uma frase, pensamento ou verso?!
Alguma imaginação caótica…
Que teima existir depressa.
Que teme desaparecer da memória.

Corre, pega o lápis e papel!
Feche os olhos e sente…
Eis que vem… um presente!
Uma inspiração persistente
Que não te deixa mais ausente de ti.

E no meio das letras
Encontra um fôlego.
E aliviado, suspira…
Eis uma poesia…
E fui eu que fiz J

Gabriele Ribas, 2009

Tem algo a dizer? Deixe seu comentário