Navegando "caderno"

A borboleta, o caderno e o processo criativo

 

Com muita alegria, apresento para você a logo do Caderno da Gabi: a Borboleta-Caderno.

A BORBOLETA tem amplos significados. Representa a alma, a psique, a liberdade, o renascimento, a autotransformação e o processo criativo. Trago aqui uma das reflexões que o simbolismo da borboleta pode nos inspirar:

A borboleta nos ensina a arte da transformação.

Tudo começa no estágio ovo, que convida a tomar consciência das nossas potencialidades. O estágio larva traz a nutrição e alimento para as nossas ideias. O casulo é o movimento de ir para dentro, e neste movimento introspectivo, desenvolver certa ideia, projeto ou qualidade. O nascimento é a realização da potencialidade, a manifestação da sua intenção. A borboleta voando livremente representa compartilhar a nossa criação com o mundo.

A vida está sempre em processo de transformação. Que estágio deste ciclo você se encontra neste momento?

  1. Estágio Ovo: Está repleto de ideias, mas ainda não lançou no mundo?
  2. Estágio da Larva: Está se alimentando de conhecimentos, reunindo informações para tomar uma decisão?
  3. Estágio Casulo: Está num momento introspectivo?
  4. Estágio do Nascimento: Está compartilhando com os outros a sua criação?

O simbolismo da borboleta ativa a nossa clareza mental para perceber onde estamos no caminho de vida, e aonde queremos chegar.

Relacionando com o processo criativo da escrita, podemos dizer que o estágio ovo representa nossa vontade de escrever, nossa intenção criativa. No estágio larva, buscamos alimentar o conhecimento através de leituras, conhecimentos, experiências.

O casulo é o momento da incubação, representa nossos momentos de descanso, lazer e sono.

O nascimento é a manifestação da nossa criatividade através daquilo que escrevemos; nossa expressão autêntica e única.

Dessa maneira, relacionando as etapas do processo criativo da escrita com a metáfora da transformação da borboleta, temos as seguintes inspirações:

  1. Preparação (estágio ovo e lagarta): Leia, estude, experimente pesquise sobre o assunto que você gosta.
  2. Incubação (casulo): Tenha momentos de pausa e silêncio. Relaxe, medite, sonhe.
  3. Insight (nascimento): Escreva livremente, expresse a sua criatividade autêntica.
  4. Manifestação: Compartilhe com o mundo!!

A borboleta representa o processo criativo, este é um dos motivos de eu ter associado ao caderno.

O caderno também representa este processo criativo de autotransformação.

Que o Caderno da Gabi possa voar e inspirar muitos corações  com a escrita terapêutica e o autoconhecimento criativo!!!

Com amor, Gabi

Escrever e Editar: É só começar!

cerebro-criativo

ESCREVER E EDITAR: HARMONIZANDO OS HEMISFÉRIOS CEREBRAIS

Escrever livremente amplia a sua capacidade de comunicação e inspira o seu autoconhecimento.

O potencial criativo é amplificado quando nos sentimos livres para experimentar, para criar, para escrever e para viver com autenticidade!

A escrita é um ato criativo que integra duas etapas importantes: ESCREVER e EDITAR.

ESCREVER: A primeira etapa consiste em permitir o livre fluxo criativo e escrever espontaneamente. Escrever possibilita expressar e materializar os seus pensamentos, ideias, sentimentos, intuições, experiências, conhecimentos, imaginações e informações.

EDITAR: A segunda etapa implica em organizar, editar e conferir racionalmente o que foi escrito. É neste momento que observamos a coerência da mensagem, conferimos a ortografia e a concordância gramatical.

Para escrever, acionamos o nosso hemisfério cerebral direito, a “morada” da criatividade, da síntese, da imagem, dos sentimentos, da poesia, do prazer e da criança interior. Para editar o que escrevemos, precisamos ativar o nosso hemisfério cerebral esquerdo, responsável pela lógica, raciocínio, classificação, organização gramatical e análise crítica.

hemisfc3a9rios-esquerdo_e_direito-do-cc3a9rebro-humano

Na escrita terapêutica, visando comunicar-se melhor consigo mesmo e experimentar a liberdade de criar e expressar o seu mundo interior, a primeira etapa (escrever) pode ser suficiente.

Contudo, quando almejamos compartilhar o que escrevemos, a segunda etapa (editar) é essencial para que a entrega da nossa mensagem seja clara e eficiente. Escrever e editar integra os nossos hemisférios cerebrais, como uma dança criativa e dinâmica.

De um modo geral, a escola formal preconiza a edição da escrita, valorizando em demasia o português correto, as regras gramaticais e a lógica racional.

Contudo, vimos que esta é uma etapa importante da escrita, mas não é a única. Antes de esculpir o texto, precisamos da matéria prima! A fonte da criatividade brota da nossa alma e precisa fluir livremente pelas nossas mãos.

A nossa escrita espontânea é a matéria prima da nossa obra.

O curso ESCREVA-SE: oficina on-line de escrita autêntica busca desbloquear o potencial criativo e permitir o livre fluxo da imaginação e da criatividade única de cada pessoa. Através de exercícios de escrita positiva, espontânea, criativa e terapêutica, convida-se a alma a expressar a sua voz.

Desafios criativos estimulam a escrita como um processo de crescimento pessoal.

Se você quiser saber mais sobre a próxima turma do ESCREVA-SE, clique aqui.

Com carinho,
Gabi Ribas – coach de escrita
cadernodagabi@gmail.com

Escrita criativa e Estilo Pessoal

Dize-me o que escreves e te direi quem és.

Cada pessoa é única. Cada um tem a sua voz, o seu tom, o seu dom, o seu estilo, a sua marca. Cada um de nós é um ser autêntico. Cada ser tem a sua expressão singular. No ESCREVA-SE: Oficina On-line de Escrita Autêntica, buscamos desenvolver este potencial único para desabrochar a voz profunda do escritor interior.

Escrever é um belo caminho para resgatar a autenticidade e a sabedoria interior. Escrever é conhecer-se, é descobrir-se. Escrever é deslizar o eu em palavras vivas e novas formas de ser, conhecer e interagir. É resgatar a memória e aventurar-se na imaginação criativa. Escrever é prazer de expressar-se. É alegria de viver. É resgatar a nossa criança artista interior que embeleza e encanta a vida.

Para escrever autêntica e criativamente é essencial vivenciar o prazer da escrita. Escrita livre, leve, solta: como uma criança alegre, plenamente presente na sua singela brincadeira. Para escrever o seu texto, seja uma poesia, uma crônica, um conto ou uma tese acadêmica, é preciso estar presente e fluir na ação de escrever, com prazer, alma e propósito.

Quando você escreve com a alma, toca o coração das pessoas. O seu leitor pode sentir a sua verdade nas linhas e nas entrelinhas do seu texto. Sonia Choquette diz que: Atrás de cada palavra há energia. Imagine então um texto! É pura vibração energética! O que você quer transmitir para as pessoas? A escrita pode ser um caminho de comunicação autêntica para espalhar a sua mensagem única para o mundo.

Escrever é conexão, consigo mesmo e com os outros. O caminho da escrita autêntica é uma jornada criativa de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal. Desenvolva o seu estilo único, resgate a sua voz autoral. Floresça o seu eu genuíno e verdadeiro. Tire as máscaras e revele seu eu autêntico. Escreva com a alma. Seja você mesmo. ESCREVA-SE.

Brilhe a sua luz única para o mundo. Se você tocar a sua nota, a música será mais rica e completa. Se você dançar a sua dança, trará mais beleza para a vida. Se você pintar a sua cor, vai colorir o seu dia com mais alegria. Se você rabiscar o seu desenho, vai trazer algo novo para o mundo. Se você cantar a sua canção, a sua voz vai abrir novos caminhos. Se você escrever livremente… Poderá tocar corações, colorir situações, desenhar inspirações, cantar a sua mensagem… Assim.. Expressar o seu Eu Autêntico, e, criativamente, ser o artista da sua vida e o autor da sua história!

Com carinho,
Gabriele Ribas
Psicoarteterapeuta e Coach

ATENÇÃO!
Estão abertas as inscrições para o
ESCREVA-SE:Oficina On-line de Escrita Autêntica
Informações e Inscrições: cadernodagabi@gmail.com

A arte de escrever

Palavras que saltam da alma…
São aquelas que brotam do coração!
A mente apenas as reconhece…
Quando rascunhadas pela mão.

Um verso é uma surpresa!
E quando nasce… é uma alegria!
Emerge das profundezas…
Da nossa imensa sabedoria.

Escrever é um milagre…
Ter um pensamento materializado.
Eis que “vê-mo-nos” nas palavras…
É um espelho do nosso estado.

Esse retrato poético
Do nosso ser mais profundo
É uma biografia inevitável
Já espalhada pelo mundo.

É uma foto de um momento singelo
Lê-se com atenção…
Algo mexe lá no fundo…
Quando a alma encontra a emoção!

Palavras- sementes…
Plantam idéias.
Palavras ao vento…
Espalham imaginação.

Algo nasce em mim…
Deve ser uma frase, pensamento ou verso?!
Alguma imaginação caótica…
Que teima existir depressa.
Que teme desaparecer da memória.

Corre, pega o lápis e papel!
Feche os olhos e sente…
Eis que vem… um presente!
Uma inspiração persistente
Que não te deixa mais ausente de ti.

E no meio das letras
Encontra um fôlego.
E aliviado, suspira…
Eis uma poesia…
E fui eu que fiz J

Gabriele Ribas, 2009

A letra das pessoas

Recentemente iniciou no Instagram um movimento incentivando que as pessoas compartilhassem as suas letras.

Pelo que eu li, começou com alguém divulgando uma lista de compras feita à mão (confesso: as minhas listas de compra são TODAS feitas à mão, não consigo me adaptar ao bloco de notas do celular!!) e uma reação em cadeia espalhou a escrita cursiva pelo Instagram e Facebook.

Uma coisa que a gente não conhece mais: a letra das pessoas! Qual é a sua?

Esta frase está pipocando pela internet, está sendo muito interessante conhecer a verdadeira “letra das pessoas”… Nossa letra é a nossa assinatura pessoal. Condiz com a nossa personalidade, nosso jeito de ser, de pensar, de agir.

Isto me lembra da Grafologia, que é o estudo da personalidade através da análise da caligrafia da pessoa. Da mesma forma que cada indivíduo tem uma impressão digital única, a grafologia entende que cada caligrafia é singular!

Entretanto, hoje em dia muitas pessoas estão tão habituadas com o mundo dos tablets e smartphones, que escrever à mão parece algo do passado. #sqn

Dessa forma, eu fiquei suuuper entusiasmada com este movimento da #minhaletracursiva e #aletradaspessoas.

Eu sempre adorei escrever à mão… Não me traumatizei com as aulas de caligrafia e adoro a minha letra!! Eu escrevo bastante pelo computador, mas não deixo de escrever à mão! Aliás, eu escrevo diariamente, no meu caderno e querido diário!!

Ao longo dos anos, fui desenvolvendo muitas práticas de autoconhecimento através da escrita. Muitas dessas ferramentas eu compartilho no ESCREVA-SE: Oficina On-line de Escrita Autêntica, que é um curso prático para nos tornarmos autores da nossa própria vida!

Nesta oficina, oriento que os participantes escrevam diariamente à mão… A cada semana eu compartilho novas técnicas de escrita espontânea, criativa e terapêutica, e os resultados tem sido surpreendentes!

Assim.. Pegando a onda do incentivo da escrita à mão, vou deixar aqui uma sugestão para você… Não apenas ESCREVER à MÃO… Mas escrever as SUAS IDEIAS!

Há frases que nos identificamos tantos que parece que poderíamos tê-las escrito! Há textos que retratam nossos pensamentos. Mas… E a SUA frase, e o SEU texto?

O meu convite é que você mesmo escreva uma frase, um pensamento ou texto… Melhor ainda se for à mão… E compartilhe a sua #escritaautentica nas suas redes sociais!

E aí, vamos incentivar a criatividade e  a autenticidade?

Compartilhe comigo também, vou adorar ver a sua escrita autêntica!

Com carinho, Gabi!

Gabriele Ribas
Psicoterapeuta e coach

dez 11, 2014 - caderno    Sem comentários

O caderno

O caderno é um grande amigo, nele podemos expressar nossos pensamentos, sentimentos, sensações e intuições… Nossas alegrias, tristezas, desafios e superações… Nossos sonhos e realizações!!! Enfim, nosso EU, nossa Vida! Essa música “caderno” do Toquinho é linda e o vídeo é muito tocante… Você tem ou já teve um caderno amigo? Me conte!!