Navegando "Poesia"

Gota de Orvalho

 

Olá, tudo bem? Como você está?

Se está mal… como pode melhorar?

Se está bem… como pode melhorar?

Tem uma conhecida frase de Nietzsche que diz que aquilo que não nos mata, nos fortalece. Diante dos desafios da vida, podemos aprender a vê-los como oportunidades de crescimento. Eu sei que isso nem sempre é uma tarefa fácil, mas confio que é possível!

Hoje compartilho com você uma poesia que escrevi em um momento que eu não estava muito bem… Mas, ao escrever, fui transformando meus sentimentos, e no final da poesia, eu já me sentia mais leve e renovada.

Leia mais »

Insaciável

Certo dia eu estava com uma sensação de falta de tempo, pois desejava mais do que meu limite de tempo e espaço permitia. Aí sentei tranquilamente, respirei fundo, e nasceu essa poesia… que representa um pouco meu lado gulosa que quer abocanhar a vida, mas também meu lado sereno e pacífico, que aceita escolher alguns doces momentos. E… Como você se sente em relação ao tempo e as escolhas?

Leia mais »

Da janela…

 

Essa é a vista da janela da sala da minha casa.

Eu brinco que é o meu quadro vivo.

É a mesma vista, mas ela sempre me surpreende.

Por volta das 6h30, espio a janela, para ver o espetáculo solar, neste show particular.

Nuances de cores dançam no céu, ao sabor da sinfonia silenciosa da manhã.

 

O quadro vivo se transforma a cada segundo.

A manhã dourada, o meio dia iluminado, a tarde delicada rosa azulada…

 

De tardezinha, o azul profundo, e à noite, o breu salpicado de estrelas. E na lua cheia, a majestosa faz a festa no céu.

 

Eu adoro apreciar o céu, o sol, a lua e o mar…

As incríveis cores que se movem no céu sempre me surpreendem!

O nascer e o pôr do sol me encantam, me acalmam, me meditam…

Santuário da Paz: é o que a praia representa para mim.

Da minha janela, pro mundo, aprecio a beleza.

Toco o divino com um singelo olhar.

Imagino que Deus é pintor e brinca de colorir o céu.

Aí Ele me oferece o silêncio, que é preenchido pelo suave das ondas. Nesse movimento de deleite para os meus sentidos, sinto cheiro de vida. O ar tem um frescor que desliza com sabor de hortelã pela minha pele.

Sinto uma alegria pueril que parece cócega na alma.

Natureza: a beleza que me cura da poeira diária.

Por um momento, tudo é perfeito, e eu me fundo naquele céu.

E eu me afundo naquele amar.

Parece que fui lá pintar com Deus.

Mas logo volto e ele me entrega lápis e pincel.

 

  • Cria sua vida!

Me lembra da minha obra de arte.

E volto a ser criança, só para sonhar no seu abraço celestial.

Deus está em tudo. Deus está em todos.

O céu me lembra disso.

 

Gabriele Ribas

Exercício de Escrita Terapêutica…

Vamos praticar?

Agora mesmo… busque a janela mais próxima… o que você vê?

O que você sente? Busque a janela do seu Ser… Olha pra dentro, olha pra fora… O que tem aí, agora?

Escreva… livre e leve, fácil e breve… deixando fluir suas palavras secretas… E se quiser se inspirar, pode escutar abaixo a poesia que escrevi… “Da janela”…

E se quiser compartilhar comigo, vou apreciar conhecer o seu mundo, através da sua janela!

Com carinho,

Gabi

 

Não sei de Nada. Só sinto Tudo.

E quando fica muito difícil falar, o que você faz?

Quando fica muito difícil falar, eu escrevo! Essa poesia nasceu após sentir um “aperto no coração”… e… muita emoção… fui transformando as lágrimas em palavras, e dei voz ao sentimento, sem explicação… mas com presença, beleza e poesia! No final, já não importava mais o que eu queria dizer, apenas respirei fundo,  senti… agradeci… e escrevi:

Leia mais »

Girassol, Gira Sol, Gera Sol

Um dos momentos mais incríveis da minha vida, foi caminhar em um extenso campo de girassóis, no sul da França. Senti uma energia indescritível transbordando dos girassóis. Impossível não sorrir ao lado deles. Foi tão prazeroso, tão agradável sentir o perfume, a força e a delicadeza dessas belas flores. Para eternizar esse momento de bem estar e enlevo, escrevi uma poesia, para homenagear a beleza que irradia douradamente do girassol.

Leia mais »

Páginas:12»